Ver todas as notícias

6_8_2020__0_Vereador Caxias Peça 2.jpg - uploaded/imgs/noticias/6_8_2020__0_Vereador Caxias Peça 2.jpg - Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao vereador Alex Rosa, de Duque de Caxias


Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao vereador Alex Rosa, de Duque de Caxias

6/8/2020



Policiais Civis da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados – DDSD –   deflagram, na manhã de hoje (06), a primeira fase da operação “PIT-STOP”, para cumprir 13 mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao vereador de Duque de Caxias, Alex Rosa, inclusive em sua residência e em seu gabinete na Câmara de Vereadores do Município, na Baixada Fluminense.

A operação buscava encontrar documentos que evidenciassem a participação do vereador Alex Rosa em um esquema de desvio de combustível conhecido como "Bica" ou "Baldinho", onde motoristas de transporte de combustíveis desviam parte do material transportado em depósitos de abastecimento.

Estrategicamente, os depósitos estão localizados próximos às Distribuidoras de combustíveis, para não configurar desvio de rota. Esses depósitos funcionam como uma espécie de “pit-stop” para os motoristas, que furtam partes fracionadas do combustível transportado, adulterando o lacre e enganando assim o destinatário final da entrega.

As investigações, que contaram com o auxílio de diversas informações repassadas pelo Disque Denúncia (2253 1177), se iniciaram a partir da ação realizada pela DDSD, em 19/06/2020, em um depósito de combustíveis em Campos Elíseos, em Duque de Caxias, responsável pela receptação de milhares de litros de combustível. No local foram encontrados quatro tanques com capacidade para 15 mil litros cada, lacres de transporte, dois caminhões tanque, bem como veículos do restaurante do vereador Alex Rosa - 'Galeto Rosa Gourmet'.

Estima-se que o lucro líquido auferido com a fraude alcança R$ 1.500.000,00 (Um milhão e Quinhentos Mil Reais) por mês. O combustível furtado era redistribuído aos postos de gasolina do investigado, onde era revendido a preço de mercado.

Zeca Borges, coordenador geral do Disque Denúncia complementa: “Confie na sua polícia, ela pode muito mais com a sua ajuda. Ligue para o Disque Denúncia”. 

Recentemente o Disque Denúncia aumentou para R$ 5 mil a recompensa oferecida pela prisão de Denílson Silva Pessanha, o Maninho do Posto, apontado como líder de uma organização criminosa que pratica furto qualificado de combustível por meio da perfuração e retirada direto dos oleodutos que atravessam a Baixada Fluminense. 

 

 

Denuncie qualquer atividade criminosa ao Disque Denúncia, pelo telefone 21. 2253 1177 ou ainda pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”; anexando fotos e vídeos junto ao relato.

 


Faça parte da nossa tropa e ajude a combater o crime no Rio.  
Precisamos da sua ajuda. Podemos contar com você?
Faça sua doação no link: www.kickante.com.br/disquedenuncia

 

Abraços de toda equipe Disque Denúncia.

O Instituto MovRio que gerencia o Disque Denúncia é uma entidade privada, sem fins lucrativos, totalmente financiada por empresas através de parcerias, contribuições, convênios e por pessoas como você!



Ver todas as notícias

© 2015 Disque Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.